Login Café na Varanda Entrar

Produzindo frutos de qualidade.


SQP 687
17/03/2007
136 Meses

Detalhes

HCFG 145
28/06/2009
108 Meses

Detalhes

HCFG 939
26/10/2012
68 Meses

Detalhes

HCFG 229
14/11/2009
104 Meses

Detalhes

SQP 311
01/11/2002
188 Meses

Detalhes

HCFG 974
29/04/2013
62 Meses

Detalhes

HCFG 45
12/11/2008
116 Meses

Detalhes

HCFG 753
10/03/2012
76 Meses

Detalhes

Raças


GIR LEITEIRO

O grande diferencial do Gir Leiteiro é a sua rusticidade e a qualidade do leite que essa excelente raça produz.

Porém hoje além da rusticidade e completa adaptação ao clima tropical, o Gir Leiteiro também consegue apresentar lactações persistentes, úberes e sistemas mamários de qualidade e grande adaptabilidade ao manejo onde são utilizadas ordenhas mecânicas. O cruzamento entre as raças Gir Leiteiro e Holandês formaram a raça Girolando que, sem duvida alguma é um dos maiores patrimônios da pecuária leiteira dos trópicos e que tem crescido de forma espantosa no Brasil e devido as suas qualidades vem sendo exportada para vários países do mundo.

Para maiores informações www.girleiteiro.org.br

GIROLANDO

A raça Girolando foi formada com base no cruzamento das raças Gir e Holandês. A utilização de Heterose é a mais útil e extensiva aplicação da moderna genética. Processo de resposta rápida, sendo ainda o método que pode utilizar mais intensamente as qualidades existentes nas raças puras.

Geralmente, o nível de resposta do vigor híbrido é maior para os caracteres de baixa herdabilidade, e que por sua vez possuem maior valor econômico.

Dádiva da natureza, pois tal é a superioridade do Girolando, que além de ter conjugado a rusticidade do Gir e a produção do Holandês, adicionou características desejáveis das duas raças em um único tipo animal, fenotipicamente soberano, com qualidades imprescindíveis para produção leiteira nos trópicos.

Maiores detalhes acesse www.girolando.com.br

INDUBRASIL

Dócil, rústico e de dupla aptidão, este é o Indubrasil, bovino de orelhas longas originário da região do Triângulo Mineiro que tem seu primeiro registro genealógico datado de 1938. A raça é resultante da união entre o Gir, o Guzerá e o Nelore. A raça se destaca por várias qualidades, como ótimo ganho de peso, habilidade materna, conversão alimentar, docilidade, rusticidade, bom rendimento de carcaça, excelente desempenho nos confinamentos e grande heterose nos cruzamentos.

A raça está sendo selecionada para duplo propósito, com excelentes resultados em produção de leite e de carne, estando apta para enfrentar os desafios de produzir proteína animal a baixo custo. Atualmente a raça tem apresentado crescimento significativo nas regiões sudeste e centro-oeste do Brasil. Na região nordeste encontram-se alguns dos mais tradicionais criadores da raça. Fato importante é que o maior mercado de sêmen de Indubrasil esteja no Rio Grande do Sul. Isso indica a existência de excelentes rebanhos no sul e que a raça foi aprovada pelos gaúchos. A raça Indubrasil tem sido muito difundida e é importante também em outros países como Tailândia, México, Costa Rica entre outros.